Rentabilidade do contrato de locação de equipamentos: saiba calcular

Home / Dicas de gestão / Rentabilidade do contrato de locação de equipamentos: saiba calcular

Você sabia que a rentabilidade de um negócio indica o potencial que a companhia tem com base no investimento feito nela? Em outras palavras, é um índice que demonstra a competência do empreendimento. Por isso, conhecê-la é essencial.

Quando se fala em contrato de locação de equipamentos, o raciocínio é o mesmo. Para calcular a rentabilidade não é preciso recorrer à matemática financeira: com cálculos simples, é perfeitamente possível chegar até as informações.

Ficou curioso para saber como? Então, você está no post certo! Veja, a seguir, como calcular a rentabilidade de seus contratos de locação de equipamentos. Boa leitura!

Lucrativo é diferente de rentável

É muito importante saber que existe uma diferença entre rentabilidade e lucratividade. Uma empresa pode ser lucrativa e, ainda assim, não ser rentável. E essa diferença vai além do conceito. Confira:

  • Lucratividade: seu cálculo considera os dados financeiros de um determinado mês e divide o lucro líquido pelo faturamento;

  • Rentabilidade: para se chegar a esse resultado, é preciso dividir o valor do investimento inicial total pelo resultado estimado do fluxo de caixa anual. Esse valor representa, assim, a taxa de retorno do investimento no ano.

É fundamental que uma companhia, além de ser lucrativa, seja rentável. Afinal, quando a organização tem dificuldade para obter o retorno do investimento, sua rentabilidade não é suficientemente atraente do ponto de vista de um investidor.

A rentabilidade do contrato de locação de equipamentos

A rentabilidade é calculada a partir da divisão do lucro da empresa em um período pelo investimento inicial. O resultado em percentual representa o rendimento da companhia naquele período. Imagine, então, que a estimativa de faturamento bruto mensal dos contratos de locação de equipamento é R$ 25 mil e o lucro líquido é R$ 1.250:

  • rentabilidade = lucro líquido/faturamento bruto = 1.250/25mil = 0,05 x 100 = 5%

Em outras palavras, o lucro líquido representa 5% do faturamento, ou seja, a lucratividade mensal desses contratos é de 5%. Quando se compara esse valor, por exemplo, a um investimento como a poupança (que rende algo como 0,5% ao mês), a rentabilidade desses contratos é um bom resultado.

A diferença é que o dinheiro aplicado no banco tem um risco muito menor e liquidez imediata (o investimento pode ser transformado em dinheiro quando o proprietário quiser). Então, uma boa rentabilidade empresarial é equivalente a 2 ou 3 vezes a média de um investimento bancário conservador.

Acompanhar o rendimento da empresa é essencial para saber se ela traz retornos atraentes. Isso é importante nos momentos em que é preciso tomar decisões que afetam a gestão do empreendimento, buscar um crescimento nas vendas ou nas margens, cortar gastos e assim por diante.

Os erros cometidos nesse processo, como não controlar os custos, não realizar a manutenção dos aparelhos e tampouco usar a tecnologia ao seu favor, podem atrapalhar a análise da rentabilidade de um contrato de locação de equipamentos. Por isso, essa avaliação deve ser feita com cuidado de modo a manter os números sempre alinhados com os objetivos e as metas da organização.

Como você tem monitorado a rentabilidade no seu empreendimento? Ainda tem dúvidas sobre esse processo? Comente neste post e participe desse debate conosco!

Comentários(0)

Deixe um Comentário