Retenção de clientes: 4 dicas práticas para a sua empresa

Home / Dicas de gestão / Retenção de clientes: 4 dicas práticas para a sua empresa

O atual cenário econômico é de incerteza e lança uma cortina de fumaça sobre o futuro. Logo, o mercado se torna cada vez mais voraz e as empresas disputam cada centavo. Se considerarmos que o custo de captação de novos públicos é reconhecidamente mais oneroso e complexo, o papel da retenção de clientes é a chave para a saúde das empresas.

É por meio dessa importante atividade que as organizações otimizam seus processos, superam a adversidade e conseguem se tornar rentáveis, mesmo em meio a crise.

Porém, trabalhar com toda a diversidade do mercado é um grande desafio e nem todo empreendedor conhece a fundo ou tem alcance para acompanhar de forma detalhada toda a carteira de clientes. Dessa forma, façamos uma reflexão: o que minha empresa tem feito para que os clientes continuem realizando negócios com ela?

Se você ainda não tem uma resposta para essa pergunta, não se preocupe! Este artigo mostrará como é realizada a retenção de clientes e quais os principais pontos que devem ser trabalhados. Acompanhe a leitura e confira!

1. Conheça seus clientes

Você conhece, de fato, o seu cliente? É fundamental que saiba o perfil dele, assim como seus comportamentos, suas preferências e suas tendências. Com a concorrência batendo na porta dele o tempo todo, você tem de alavancar aquilo que seu cliente busca de melhor.

Aceita-se que, hoje, as empresas não vendem mais produtos e serviços, mas sim soluções! Assim, o relacionamento com o cliente deve ser customizado, agregando valor e, consequentemente, gerando vantagem competitiva para sua organização.

Uma premissa válida é de que esse conhecimento não pode ser estático. O mundo muda, o mercado se transforma, a concorrência cresce, e os anseios do consumidor evoluem — logo, você não pode ficar inerte frente a toda essa movimentação. Procure estar na vanguarda das parcerias, apostando na inovação junto com seu cliente.

2. Crie programas de fidelização

Temos muitos exemplos no mercado em que empresas ofertam vantagens exclusivas para os novos entrantes, porém, esquecem de privilegiar aqueles que já são fiéis. Lembre-se de que o cliente atual já foi um novo cliente.

Por isso, desenvolva práticas, bônus, e outras ações para reconhecer suas parcerias. Invista e treine sua equipe, de forma a prepará-la para atuar dessa forma e estreitar ainda mais a relação entre a empresa e o consumidor.

3. Receba bem os feedbacks

Uma boa forma de aprender é escutar o que seu cliente tem a dizer. Desenvolva e estabeleça canais de comunicação para garantir que os feedbacks fluam e cheguem até os gestores. Isso pode ser feito via telefone, e-mail, redes sociais, mensagens, site próprio, SAC, caixinha de sugestões e in loco quando efetuar visitas.

Uma estratégia bem empregada combina ações do programa de fidelização com pesquisas de satisfação. Esse tipo de prática tem de tudo para auxiliar a sua empresa a crescer rapidamente, já que melhora a imagem da marca e facilita as tomadas de decisões.

4. Mantenha contato

Há um ditado popular que diz: quem não é visto, não é lembrado. Desenvolva alternativas para manter contato constante com seus clientes — você e sua empresa não podem ser estranhos ao público.

A ausência pode ser interpretada pela outra parte como desinteresse ou falta de importância. Essa comunicação deve agregar valor e ser perceptível ao seu cliente, como quando há novas opções de produtos ou serviços, bônus em compras, entre outros.

Abordar a retenção de clientes é uma atividade interdisciplinar que vai além da área de vendas, marketing ou finanças. É intrínseca ao core business da organização e reflete em como sua empresa se posiciona no mercado e no relacionamento com o cliente. Portanto, utilize diversos canais para se antecipar ao mercado — esteja sempre um passo a frente!

Por fim, se quiser receber mais dicas e informações como essas em primeira mão, aproveite para curtir a nossa página no Facebook!

Comentários(0)

Deixe um Comentário