4 Dicas para Ter Mais Controle de Distribuição na Sua Empresa

Em algum momento você precisou realizar uma compra pela internet, mas por conta do mau controle de distribuição, fechou um pedido que não tinha em estoque ou recebeu depois do prazo prometido? Pois é, algumas empresas cometem esses erros.

Com o fácil acesso às redes sociais, o usuário pode facilmente se manifestar de forma negativa, causando uma má impressão em potenciais clientes. Como se não bastasse, suas vendas podem despencar. Mas tenha calma, você pode evitar que isso aconteça!

No post de hoje, selecionamos 4 dicas de ouro para você melhorar o fluxo de produtos e a logística da sua empresa. Vamos lá?

1. Estabeleça indicadores de desempenho

Com a grande demanda de produtos, é importante atentar-se aos indicadores de desempenho. Eles permitem que o empreendedor tenha um melhor controle de distribuição de seus produtos, por meio de avaliação e monitoramento de atividades.

Um erro comum é o empresário se preocupar apenas em vender o seu serviço. Com esse pensamento, alguns detalhes como o nível de desempenho da equipe podem passar despercebidos. A longo prazo, isso pode trazer problemas como: atrasos na entrega, mau controle de estoque e queda na produtividade dos profissionais do setor.

Os indicadores trazem resultados para que você saiba em quais pontos a sua equipe precisa melhorar. Para surtir efeito, compartilhe com o seu time os resultados gerados na avaliação, ressaltando e criando estratégias para melhorar a produtividade de seus colaboradores.

2. Faça previsões de demanda

Para não deixar seu cliente na mão por falta de estoque, você deve prever a demanda. Com uma pequena análise, é possível verificar se há produtos e materiais suficientes para atender aos pedidos nos próximos dias. Para isso, uma boa ideia é observar o histórico de compras nos últimos tempos.

Por exemplo, caso tenha interesse em saber se vale a pena investir em certo produto, veja o quanto vendeu em determinado mês. Depois, verifique a quantidade de vendas no mesmo mês do ano anterior. Assim, você tem um comparativo de quantos pedidos foram feitos, se houve queda, estabilidade ou aumento na demanda.

Além disso, essa estratégia dará uma visão de quais produtos estão parados no estoque, gerando custos de armazenagem (e até perda, se for um produto perecível) e quais precisam ser rapidamente reabastecidos, por conta da grande procura.

3. Elabore o mapa de entrega

O transporte de mercadorias pode trazer um grande custo, seja pelo tempo de entrega, uso do combustível e até mesmo pelo desgaste dos carros. Portanto, considere utilizar um mapa de entregas.

Com o uso da estratégia, você pode contar com o monitoramento em tempo real, sendo possível verificar os status de entrega, possíveis atrasos, desvio de rota, confirmações de chegada e até devoluções.

Para tirar melhor proveito da ferramenta, verifique quais produtos vão passar pelo mesmo caminho e que precisam ser entregues no mesmo dia. Dessa forma, você pode criar rotas estratégicas e diminuir o tempo de entrega, minimizando os gastos.

4. Use um software de gestão

A tecnologia vem beneficiando as empresas em diversos aspectos. Nesse sentido, um programa de gestão pode ser de grande ajuda para otimizar processos e aumentar a produtividade da equipe, principalmente para quem tem dificuldades em receber dados e gerar informações a partir delas.

Dentro do centro de distribuição, seu uso possui uma grande importância. Como há um grande fluxo de dados em diferentes áreas da empresa, o software pode organizar e melhorar a comunicação entre os setores. Com ele, você pode indicar rapidamente para o fornecedor quais itens possuem uma grande saída e precisam ser repostos.

Além de facilitar o contato com o fornecedor, a ferramenta pode te ajudar a melhorar o atendimento ao cliente. Quando ele faz um pedido, automaticamente a quantidade pedida é descontada do estoque e são geradas as informações de envio para o destinatário, ou seja, há muito mais praticidade nos processos.

Agora que você aprendeu todas essas dicas, não deixe de colocá-las em prática para ter um controle de distribuição mais eficiente. Dessa forma, será possível aumentar o rendimento da companhia, reduzir os custos e melhorar a experiência dos consumidores.

E aí, gostou do artigo? Então curta também a nossa página no Facebook e veja outros conteúdos interessantes para o seu negócio!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá!
Como podemos te ajudar?