Conheça e entenda as siglas R2B e R2C em locação

A tecnologia tem avançado rapidamente nos últimos anos. Sendo assim, o mercado acompanha as mudanças para atender os novos hábitos dos consumidores que, consequentemente, mantêm as empresas em funcionamento.  

Uma dessas transformações é o modelo de negócio. Nos últimos anos, temos utilizado os conceitos B2B e B2C. Eles significam business to business e business do consumer, ou seja, negócios para negócios e negócios para o consumidor.  

Porém, com novas preferências de consumo, novas nomenclaturas surgiram para acompanhar e sustentar este formato. Isso se deu porque a internet já vinha trazendo uma forte cultura do compartilhamento a população. Por ser pautada em uma informação rápida, gratuita e que é atualizada rapidamente, as pessoas passam a ter novos hábitos.  

É por isso que as novas gerações, por exemplo, priorizam a experiência ao invés da aquisição de bens. Nesse cenário, uma das formas de consumo que ganham força é o segmento da locação.  

Além de alugar imóveis, já é possível alugar carros, equipamentos eletrônicos e até móveis, eletrodomésticos, itens de saúde, construção civil e equipamentos fitness. Sendo assim, também surgem os modelos de negócio pautados na locação, para acompanhar o comportamento do público.  

É assim que o R2B e R2C surgem. Ambos seguem a mesma ideia do B2B e B2C. Entretanto, adicionam a ideia da locação. Sendo assim, significam rental to business e rental to consumer. Como o nome dizdescrevem um negócio que oferece locação para outras empresas ou para o consumidor.  

O mercado tenta se adaptar as formas de consumo e, assim, surgem novas nomenclaturas de negócio.  

Qual é o momento atual e por que a locação? 

O primeiro passo é compreender que o mercado tende a se adaptar às mudanças do mundo e aos hábitos sociais. Sabendo disso, para seguir as tendências de consumo, é necessário estar atento à cultura. 

Neste cenário, a locação é tida como a promessa da próxima tendência do consumo e da economia. Segundo a Reuters, a previsão de evolução do segmento entre 2018 e 2023 será de uma taxa anual (CAGR) de 10,76%. 

Esse novo comportamento também oferece bons indicativos para o planeta. Isso porque cultiva uma ideia de sustentabilidade. Quanto menos comprado e mais reaproveitado, a produção de bens tende a diminuir e, consequentemente, há a diminuição de lixo. 

Tais ações podem melhorar a qualidade de vida da população, por meio da preservação do meio ambiente e dos recursos naturais.  

O R2B e R2C vieram para revolucionar os antigos padrões de consumo e ainda incentivam a preservação ambiental por parte da população. Mas como ele funciona na prática? Confira alguns exemplos pioneiros de diferentes segmentos: 

  • Uber  

O aplicativo de carro compartilhado é o exemplo mais comum e um dos que acabou iniciando a revolução da locação. Muitas empresas e empreendedores acabam se pautando em seu modelo para inovar em outros setores.  

Seu funcionamento envolve uma viagem de carro compartilhada, em que um motorista é chamado para apenas levar alguém de um destino a outro. Situação muito diferente do que acontecia antes, quando a maioria das pessoas almejavam comprar um carro para poder se locomover.  

  • Eletrika  

A Eletrika é mais uma entre as plataformas inovadores de locação e oferece o aluguel de eletrodomésticos.  

Todos esses modelos seguem o padrão do uso por tempo determinado. A facilidade e o preço baixo são alguns dos pontos mais atraentes das plataformas de locação. Sendo assim, é possível usar pelo tempo que precisa e, então, trocar por outro.  

Assim como o Uber, esse é outro exemplo de R2C, ou seja, os serviços são oferecidos para o grande público.  

  • Eloca 

Entre as iniciativas inovadoras de locação está a Eloca, uma plataforma de e-commerce para as locadoras. Por meio dela, os negócios que antes não estavam presentes na internet podem criar as suas vitrines e realizar todo o processo de locação virtualmente, ampliando o alcance aos consumidores.  

Desenvolvida pela Ótimo Gestorsoftware de gestão para locadoras, também é um negócio R2B que oferece um serviço de locação para outras empresas ao invés de consumidores. 

Diante destes exemplos, sabemos que alguns modelos são muito usados. O motivo? Essa cultura ainda é popularizada. Afinal, o processo de mudança de hábitos do consumo leva algum tempo. Mesmo assim, podemos ver um futuro na locação.  

Os dados estão aí para provar isso. O último exemplo já apresenta um crescimento de mais de 100% nos últimos 4 anos.  

As ferramentas oferecidas pela Ótimo Gestor podem auxiliar na gestão do seu negócio. Serviços como os dashboards de serviços, de metas e acompanhamento de vendas, plataformas de rentabilidade e mais. Além do inovador e-commerce, auxiliam nos negócios R2C e nos mais comuns. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá!
Como podemos te ajudar?