Quais estratégias para formação de preço do seu produto ou serviço que você usa? Essa pergunta pode parecer intrigante para muitos pequenos empresários. Muitos deles adotam a prática de ver quanto o concorrente está cobrando e oferece um preço mais baixo. É esse o seu caso?

Se a resposta for positiva é preciso ter cuidado, pois o preço de venda é um dos principais fatores para o sucesso ou fracasso do seu negócio. Se você oferecer um preço muito baixo, terá dificuldades para manter a empresa, caso os seus preços sejam excessivamente elevados pode afugentar os clientes.

Então, como fazer a precificação? Apresentaremos neste artigo as 3 principais estratégias utilizadas pelas grandes empresas para a formação de preço. Acompanhe a leitura e confira.

1. Estratégias para formação de preço baseada em custos

Essa estratégia se dá por meio de uma fixação de preço considerando os custos de produção ou aquisição das mercadorias. É a maneira mais tradicional, portanto a mais utilizada no mercado.

À primeira vista parece ser a melhor estratégia, porém, ao ponderar apenas os gastos com produção, o empresário ignora todo cenário externo do mercado. É como se pesquisas de mercado ou de concorrência não interessassem, e a empresa vivesse de forma isolada.

Por outro lado, essa forma de agir é vista como uma “zona de segurança”, pois é a maneira mais simples de manter uma rentabilidade e evitar prejuízos.

2. Margem de contribuição

Com a margem de contribuição, o empresário pode “escolher” o quanto deseja ganhar com o seu produto, considerando os custos de produção e todos os encargos que envolvem a venda. O cálculo é bem simples: margem de contribuição = valor de venda – custos e despesas variáveis.

Outra grande vantagem dessa estratégia é a flexibilidade. Ou seja, se a empresa estiver precisando aumentar o lucro num determinado mês, pode incrementar a margem de lucro; se for necessário, o contrário também pode ser feito. É claro, o ideal é que essas mudanças aconteçam de forma estratégica como em períodos sazonais.

3. Preço psicológico

O preço psicológico é quando a empresa enfatiza os atributos do produto além do preço. É quando o consumidor considera a qualidade, durabilidade, marca, entre outros, para comprar o produto.

Outra caraterística desse método é a utilização de números “quebrados”. Quem nunca viu um produto ser vendido por R$ 9,99 ou R$ 997,00? Ainda que a diferença para o valor inteiro seja mínima, é disparado um gatilho na mente do consumidor que transmite a sensação de vantagem, de algo mais barato.

Porém, essa estratégia também não pode ser utilizada de forma indiscriminada para todos os itens, pois o intuito é surpreender. O ideal é aplicá-la em lançamentos ou queima de estoque.

Agora você já sabe a importância e as principais estratégias para a formação de preço dos seus produtos. Não adote uma solução pela facilidade ou simplicidade, mas a que possa alinhar o melhor retorno e competitividade do seu negócio.

Uma boa dica é utilizar vários métodos, desde que você consiga gerenciá-lo sem dificuldades ou conte com um sistema de gestão.

Gostou de conhecer sobre as técnicas de formação de preço? Descubra agora o que é pricing e como isso pode te ajudar.