A manutenção preditiva prevê uma série de acompanhamentos direcionados para o produto antes e durante sua locação. É a partir dela que os técnicos fazem checkups agendados e garantem que o maquinário passe por supervisões necessárias e possa ser alocado na empresa do cliente em pleno funcionamento e permaneça assim até o término do contrato.

Para que essa manutenção ocorra como o previsto, há um documento interno da locadora que ajuda na hora de organizar os processos e realizar as atividades preditas, como o caso da Ordem de Serviço Preditiva.

É a partir dessa Ordem de Serviço que as atividades são bem direcionadas e cumpridas, trabalhando com garantias para a empresa e o cliente.

Para saber mais sobre essa  documentação, continue acompanhando nosso artigo e esteja preparado!

Como a Ordem de Serviço Preditiva funciona?

A Ordem de Serviço em si é um documento de circulação interna que direciona uma necessidade para a área responsável. Como exemplo, há muitas Ordens de Serviço Corretivas que pedem para o técnico olhar um certo defeito de algum produto. No caso da Ordem de Serviço Preditiva, o tipo de manutenção prevê um acompanhamento periódico dos equipamentos, diferentemente do caso anterior.

Pense, por exemplo, que um produto acabou de ser comprado e, agora, há uma série de vistorias e testes que devem ser feitos. Essas vistorias são oficializadas a partir da Ordem de Serviço Preditiva, que é lançada no sistema com data, necessidade e direcionamento e, assim, é encaminhada para a equipe responsável.

Essa equipe recebe a Ordem de Serviço e direciona os profissionais responsáveis, que realizam a ação, dão baixa no documento e, assim, formam um histórico de trabalho no equipamento.

Qual o maior benefício com a Ordem de Serviço Preditiva?

A partir do histórico de serviço, um grande benefício é saber quais atividades foram feitas no maquinário e quais estão por fazer. Esse acompanhamento ajuda a entender se o produto está apto para locação, se tende a dar mais problema ou se precisa retornar para alguma manutenção, garantindo uma entrega com maior qualidade e segurança.

Na visão do cliente, além de ter um histórico das manutenções realizadas, há maiores chances de uma locação assertiva, sem que o produto dê problemas ou precise ser substituído.

Como automatizar a emissão da Ordem de Serviço?

Uma opção que ajuda na gestão e acompanhamento dessas Ordens de Serviço é o sistema de gestão integrada para locadoras que automatiza o requerimento. Ou seja, um sistema que emite automaticamente as documentações de Ordem de Serviço Preditiva sem exigir trabalho por parte do colaborador.

Esse sistema pode ser programado considerando, por exemplo, que uma impressora precise de uma manutenção a cada 10.000 cópias ou de 2 em 2 meses, ou que uma empilhadeira, após rodar 10.000 km exija um checkup. Assim, o sistema é programado para emitir a Ordem de Serviço a cada “x” cópias, de 2 em 2 meses ou após “y” quilômetros rodados.

Essa possibilidade, além de agilizar os processos e ajudar na programação, garante que a Ordem de Serviço Preditiva seja formalizada e direcionada automaticamente para o técnico, ajudando na hora da manutenção.

Gostou de conhecer melhor sobre o conceito, uso e benefícios da Ordem de Serviço? Aproveite para avisar seus contatos ao compartilhar este artigos em suas redes sociais!