O trabalho das locadoras vai muito além dos contratos de locação com o cliente. Como exemplo de atividade, a manutenção é um ponto fundamental para a rotina de serviços. Ela é dividida entre manutenção corretiva, preditiva e preventiva.

Enquanto a manutenção corretiva cuida de itens que exigem reparo e a manutenção preditiva acompanha o funcionamento do equipamento para identificar falhas, a manutenção preventiva cuida da análise anterior à locação e uso do maquinário. O objetivo é evitar problemas durante o uso.

Para que as manutenções ocorram corretamente e no tempo necessário, a Ordem de Serviço Preventiva surgiu como uma solução para a documentação interna a partir da manutenção preventiva. Assim, é possível garantir que cada tipo de manutenção seja direcionado para o produto específico e que o trabalho seja acompanhado.

Que tal conhecer um pouco mais sobre a Ordem de Serviços Preventiva? Continue lendo este artigo e entenda o conceito e funcionamento da documentação!

Como a Ordem de Serviços Preventiva funciona no dia a dia da empresa?

Falando um pouco sobre a Ordem de Serviço, é necessário entender que, a partir do momento em que o contrato de locação é oficializado, se torna responsabilidade do locador verificar quais tipos de manutenção aquele item precisa. Assim, é possível encaminhar um técnico para essa atividade a partir da equipe responsável.

Para isso, uma documentação deve ser aberta e preenchida, e, no caso dos serviços de manutenção, a documentação necessária é a Ordem de Serviço. É a partir dessa ordem que o responsável preenche em um sistema os dados do maquinário, os defeitos e problemas, o tipo de manutenção sugerida, data da solicitação e, assim, formaliza o pedido para a equipe técnica.

Dessa maneira, além de ter um registro sobre cada necessidade em equipamentos específicos, há uma série de vantagens que serão tratadas a seguir!

Quais os benefícios com o processo para Ordem de Serviços Preventiva?

Cada serviço prestado no equipamento é registrado, usando a Ordem de Serviço para comprovar a atividade e pontuar quais alterações foram realizadas.

Esse registro constrói um histórico para cada maquinário que, ao ser alugado, já possui um comprovante dos trabalhos executados. Dessa forma, é possível ajudar o locador a entender quais os próximos passos, se compensa ou não locar o equipamento e, ainda, a auxiliar na hora de comprovar a segurança de cada produto para o cliente.

No caso da locadora, imagine que um equipamento alocado na empresa do cliente comece a dar problema. Nesse caso, o técnico fará um trabalho corretivo. Porém, se houver a presença de outros equipamentos similares, o profissional pode levantar o registro de cada produto e verificar as ordens de serviço já direcionadas para cada um. Assim, é identificado se poderá ser realizado um trabalho preventivo nas outras máquinas e assegurar outras entregas do cliente.

Além do histórico pela Ordem de Serviços Preventiva, é possível visualizar a completude das atividades realizadas em cada equipamento e, assim, evitar paradas durante o trabalho com o cliente, perda de produtos, entregas atrasadas ou mesmo problemas em toda a linha de serviços do consumidor.

Essas garantias são vantajosas tanto para o cliente que possui suas atividades qualificadas quanto para o locador, que passa a ser um ponto de referência no mercado.

O que achou das informações sobre Ordem de Serviços Preventiva? Gostou de como ela funciona para a empresa locadora? Então fale agora mesmo com a equipe de consultores da Ótimo Gestor! Sistema de Gestão Integrada 100% WEB.