7 dicas para uma precificação estratégica e assertiva

Você já teve problemas em definir o preço de seus produtos e serviços? Essa dificuldade é mais comum do que muitas pessoas imaginam. Mas como driblá-la e encontrar o equilíbrio para ter uma precificação estratégica e assertiva? 

Primeiro, é necessário entender que gestores e CEOs que não definem bem esses preços, podem sofrer impacto negativo considerável em suas finanças. Isso porque, sem um ajuste correto, você pode elevar ou diminuir muito a margem de lucro e, consequentemente, causar impactos negativos nas vendas dos produtos e/ou serviços.  

Então, como você pode definir uma estratégia de precificação mais assertiva? 

Antes de começarmos com as dicas para uma melhor precificação, vamos explicar o que esse termo em específico abrange.  

A precificação gera dois conceitos básicos diferentes: preço e valor.  

O preço é toda a medida monetária que cada pessoa deverá pagar com dinheiro (reais, no caso de o negócio ser no Brasil) no seu produto ou serviço.  

Já o valor é o que as pessoas (clientes) criam de expectativa do seu negócio. Ou seja, a importância que os clientes enxergam na sua solução.  

Caso ainda não tenha ficado muito claro a importância desses dois conceitos dentro da precificação, entenda que eles são medidores de sucesso para a sua empresa. Se não forem bem executados por gestores e CEOs, é capaz que você ouça cada vez mais a famosa frase: “QUE CARO!” ou “ISSO NÃO VALE O QUE CUSTA”, o que não deixa de ser péssimo para o desenvolvimento de sua marca.   

Por isso, saiba quais são as 7 dicas para fazer uma precificação estratégica e assertiva dos seus produtos e serviços:  

Tenha um preço baseado na concorrência 

Para que o seu preço não caia no limbo do senso comum de “muito caro” ou “muito barato” pelo o que o estabelecimento oferece, faça um levantamento dos preços cobrados pela concorrência.  

Isso trará para você e seu negócio uma balança ideal: tanto para chamar mais consumidores quanto para entender o valor real do seu negócio perante a outros.  

Saiba bem os seus custos variáveis 

É de extrema importância ter em mente para realizar uma precificação de produtos assertiva, conhecer bem os custos de seu negócio e suas despesas variáveis. Isso porque eles alteram de acordo com o volume de vendas realizado pela empresa. Outra etapa é lembrar sempre de considerá-los no momento de formar os preços. 

Caso você não faça isso, o faturamento gerado pela sua empresa pode ser insuficiente, implicando em altas despesas para você.  

Fazer isso é mais simples do que você imagina. Basta identificar a aquisição de seu negócio ligado a matéria-prima, insumos produtivos e custo com mão de obra direta.  

Invista no preço skimming para determinado negócio 

Nesse modelo nomeado como skimming de precificação, o preço do produto é colocado acima da média de mercado. Assim, com o passar do tempo, vai abaixando conforme a solução se torna mais popular entre os consumidores. 

É indicado fazer esse custo no começo de seu negócio, para que você capte mais compradores logo de início, atingindo, inicialmente, um nicho menos sensível ao custo.  

Invista no preço alto-baixo para determinado negócio 

Este modelo de precificação é confundido, muitas vezes, com o skimming, mas saiba que não são semelhantes.  

Neste caso, a empresa começa vendendo o produto por um determinado custo, que costuma ser acima da média de mercado. E, após isso, o preço diminui eventualmente, conforme datas especiais e outras situações. 

Essa estratégia é recomendada para empresas que atuam em setores de constante mudança, como roupas, decoração e móveis, por exemplo.  

Invista no preço premium para determinado negócio 

No preço premium, a empresa é capaz de investir em diferentes níveis e modalidades de serviço. Ou seja, você cria para o seu negócio uma hierarquia entre os planos e os custos.  

Esse método é interessante de ser adotado por empresas que buscam o luxo como solução. Desta forma, os clientes têm acesso a benefícios que agregam maior valor ao produto e serviço já oferecido no plano básico. 

Invista no preço por projeto para determinado negócio  

Para entrar nessa estratégia de precificação por projeto, é cobrado um valor fechado para o desenvolvimento de um produto ou serviço. O que pode incluir: 

  • Planejamento e conceituação do projeto; 
  • Adequação da solução às necessidades do comprador; 
  • Compra dos materiais, caso seja necessário para execução; 
  • Execução e entrega do projeto concretizado. 

Este tipo de método é recomendado para startups, por utilizar mercados nos quais há desenvolvimento de projetos personalizados.  

Por fim, faça os cálculos  

Sabendo de todas essas variáveis e que alguns tipos de preços podem modificar conforme o seu negócio, saiba como calcular exatamente a ferramenta de precificação de produtos. Para isso, utilize a fórmula a seguir: 

Preço de venda = Custos variáveis / 1 – (Margem de contribuição + despesas variáveis / 100) 
Ex: Preço de venda = R$ 200 / 1 – (10 + 10 / 100) = R$ 200 / 0,8 = R$ 250 

Obs: É importante lembrar que, como o custo e a margem de contribuição estão dentro do preço a margem sempre deverá ser menor que 100%. 

Gostaram dessas dicas para atribuir uma precificação estratégica e assertiva? Caso queira ler mais sobre sistemas para gestão e de locação de equipamentos, acesse a Ótimo Gestor e tenha um dashboard completo para te auxiliar em todas as áreas da sua empresa com visibilidade completa e maior retorno sobre as operações. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá!
Como podemos te ajudar?