Tipos de faturamento: conheça o ideal para a sua locadora

A parte financeira é uma das principais para manter os negócios em pleno funcionamento, dando a visão completa dos custos e entradas para que seja feito o planejamento adequado. Por isso, conhecer os tipos de faturamento é fundamental para a sua locadora.

Quando se trata do financeiro de uma empresa, a gestão busca maximizar os resultados. 

Assim, contar com uma plataforma completa de gestão auxilia na visibilidade completa de todas as receitas, para evitar endividamentos desnecessários e elevar o valor da empresa.  

Uma das soluções está baseada no cálculo de faturamento, que nada mais é que a soma de todos os valores obtidos com as vendas de produtos e/ou serviços em um determinado período. 

Ou seja, metrifica todo o dinheiro que entra e sai do caixa, calculado a partir da atividade comercial dos serviços prestados.  

Justamente por mostrar o valor total que uma empresa movimenta a partir de suas atividades, o faturamento é um dos principais indicadores usados para medir o tamanho de um negócio.

-Nubank

Contar com uma média expressiva de faturamento indica o sucesso da empresa no âmbito financeiro. Isso porque, é a partir dela que a gestão pode analisar todo o desempenho do negócio. 

Nesta dinâmica financeira, um dos pontos principais a serem avaliados é o faturamento. 

Porém, existem dois tipos que se diferem no objetivo de análise de desempenho, os quais são denominados por: Faturamento Bruto e Líquido.

Leia mais: Automatize o Controle Financeiro da sua Locadora de Equipamentos

Veja, a seguir, como funcionam na prática, quais são e como impactam os negócios.

1. Faturamento Bruto: 

O faturamento bruto é caracterizado pela soma total que a empresa recebe a partir de suas vendas em determinado período. 

Ou seja, basta multiplicar o preço de venda do produto ou serviço pelo total de unidades vendidas no período escolhido.

A conta deve ser realizada da seguinte maneira: 

Faturamento bruto = preço de venda x quantidade vendida

Com a conta realizada, a sua empresa terá a média concisa dos produtos e serviços oferecidos pelo negócio.

2. Faturamento Líquido:

Mesmo que sua base seja praticamente igual ao faturamento bruto, o faturamento líquido subtrai os tributos cobrados em cada operação e também faz a dedução de vendas. 

Dessa maneira, há a possibilidade de prever um faturamento de negócios com a média de todos os produtos devolvidos, contratos encerrados e cancelados, por exemplo. 

Para realizar o cálculo, faz-se necessário o uso da fórmula: 

Faturamento líquido = faturamento bruto – tributos – deduções de vendas

Assim, a locadora estará apta para entender o resultado de um negócio por meio dos descontos de tributos e vendas não executadas. 

Os conceitos especificados acima se fazem primordiais não só negócios de vendas, como também em locadoras que precisam mediar financeiramente todos os serviços oferecidos na locação de equipamentos e maquinários.

Para os cálculos assertivos e automatizados, a Ótimo Gestor desenvolveu um sistema de gestão completo, o qual inclui a área financeira, para que a sua locadora tenha previsibilidade e estabilidade. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá!
Como podemos te ajudar?